• 20/04/2024

Os valores da tabela mínima do frete foram novamente reduzidos, de acordo com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), em sua publicação no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira (05/6).

A Portaria Suroc nº 13/2023 revela uma variação negativa nos valores, devido à queda no preço do Diesel S10 nas bombas, que foi de -5,49%.

Um levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) mostrou que, na semana de 28/05 a 03/06/2023, o preço médio do Diesel S10 ao consumidor ficou em R$5,16 por litro. Essa informação resultou na nova redução dos valores pela ANTT.

É importante mencionar que, conforme divulgado em 23 de abril de 2023, a ANTT já havia realizado o quinto reajuste deste ano. Na última atualização, a variação chegou a -5,70%, de acordo com a Portaria Suroc nº 11/2023.

Confira os valores do piso mínimo do frete, de acordo com cada operação

Após o acionamento do mecanismo de gatilho, os reajustes médios da tabela de frete foram aplicados da seguinte forma, de acordo com o tipo de operação:

Tabela A: transporte rodoviário de carga de lotação: redução de 2,18%

Tabela B: veículo automotor de cargas: redução de 2,48%

Tabela C: transporte rodoviário de carga lotação de alto desempenho: redução de 2,68%

Tabela D: veículo de cargas de alto desempenho: redução de 3,02%

De acordo com o dispositivo da lei, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) é responsável por realizar o reajuste da tabela de frete a cada seis meses ou quando houver uma variação igual ou superior a 5% no preço do diesel. É nesse momento que o mecanismo de gatilho é acionado.