• 21/05/2024

Compreender as distinções entre carreto e frete é fundamental ao transportar pequenos objetos ou realizar mudanças dentro da mesma cidade ou entre cidades vizinhas. A escolha correta depende de conhecer as vantagens que cada modalidade oferece.

Ambas opções são adequadas para o transporte de pequenos volumes e costumam ser realizadas por autônomos, utilizando caminhonetes, caminhões de pequeno porte ou picapes.

É importante notar que embora alguns profissionais possam estar registrados no RNTRC (Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Carga), a informalidade ainda é prevalente no setor. Contudo, o registro confere mais credibilidade ao contratante, garantindo a experiência do motorista e a qualidade do serviço prestado.

Ao planejar as entregas da sua empresa, é essencial considerar as particularidades de cada tipo de serviço para garantir a satisfação dos clientes, bem como optar por funcionários terceirizados devidamente formalizados.

Deseja saber mais sobre as distinções entre carreto e frete? Continue a leitura e aprofunde-se no assunto!

O que é carreto?

O carreto é uma modalidade de transporte utilizada para deslocar pequenos objetos ou realizar mudanças em curtas distâncias, geralmente dentro do mesmo município ou entre municípios vizinhos. Esse serviço pode ser executado por profissionais autônomos devidamente autorizados ou pequenas empresas de mudanças, embora também haja trabalhadores informais atuando nesse segmento.

Uma das principais características do carreto é o seu baixo custo, uma vez que é cobrado um valor fixo pelo transporte dos objetos. Essa abordagem acessível é possível porque a contratação inclui apenas o motorista do veículo, não englobando ajudantes para carga e descarga de mercadorias.

Caso o cliente necessite de auxílio no manuseio dos itens, é possível solicitar mão de obra adicional, mediante o pagamento de um valor extra. Desse modo, o orçamento da empresa se concentra unicamente no transporte dos objetos, cabendo ao contratante a responsabilidade pelo carregamento da carga até o veículo.

O que é frete?

Originalmente, o termo frete era utilizado para designar o valor cobrado pelo aluguel de embarcações ou outros meios de transporte para o traslado de objetos. Atualmente, essa expressão é amplamente utilizada no e-commerce para referir-se à taxa cobrada pelo serviço de entrega de mercadorias.

Com o tempo, o conceito foi estendido ao setor de mudanças e passou a abranger o transporte de itens de pequeno porte, sendo conhecido como serviço de minimudança.

Assim como o carreto, o frete é um serviço prestado dentro de uma mesma cidade ou entre municípios vizinhos. Os veículos mais comuns nesse tipo de atividade são picapes, pequenos caminhões ou caminhonetes, ideais para viagens de curta distância. Profissionais autônomos credenciados, incluindo motoristas e ajudantes, são contratados para realizar esse tipo de serviço.

No frete, cabe ao contratante organizar todos os itens a serem transportados, como desmontar móveis e embalar os objetos, enquanto os transportadores se encarregam do carregamento do veículo e da entrega dos pertences no local de destino. A quantidade de ajudantes varia conforme a necessidade do cliente, sendo comum a presença de uma ou duas pessoas para auxiliar.

Embora essa modalidade possa ser realizada por diferentes meios de transporte, como rodoviário, marítimo, ferroviário e aéreo, é importante destacar que para percursos médios ou longos, é recomendável contar com grandes transportadoras ou empresas de mudanças credenciadas para assegurar um serviço mais eficiente e confiável.

Qual a diferença entre carreto e frete?

Embora carreto e frete sejam serviços semelhantes em muitos aspectos, existem distinções importantes que afetam a forma como são prestados. Abaixo, apresentamos as características distintas para garantir uma escolha adequada na contratação.

Carregamento dos itens até o veículo

A diferença fundamental começa no processo de carga e descarga dos itens até o veículo utilizado para o transporte. Enquanto no frete a organização prévia dos objetos fica a cargo da pessoa ou empresa que contrata o serviço, no caso do carreto, essa responsabilidade também se estende ao carregamento da carga pelo contratante.

Necessidade de ajudantes

Outro ponto que difere os dois serviços é a presença de ajudantes. No carreto, geralmente não são fornecidos ajudantes, cabendo ao contratante providenciar auxílio no carregamento e descarregamento, se necessário. Por outro lado, no frete, a empresa disponibiliza profissionais para ajudar no manuseio dos itens, facilitando essa etapa para o cliente. No entanto, ambos os serviços deixam a cargo do cliente a tarefa de desmontar e embalar seus pertences.

Tipo de modal de transporte

O carreto normalmente é realizado por meio de vans, caminhonetes, pequenos caminhões, picapes ou veículos similares, adequados para viagens de curta distância.

Por outro lado, o frete pode ser realizado por diferentes modais de transporte ou em combinação com eles, dependendo da abrangência do serviço. Isso inclui desde caminhonetes para entregas locais até trens, aviões e navios, quando se trata de contratação de empresas maiores para o transporte em médias ou longas distâncias.

Ao considerar essas diferenças, é possível fazer a escolha certa entre carreto e frete, atendendo às necessidades específicas de cada situação e garantindo uma prestação de serviço adequada.

Quais as vantagens de cada modalidade?

Sem dúvida, a maior vantagem do carreto é o preço. Se o cliente busca uma opção econômica para o transporte de mudanças, essa modalidade sempre oferecerá um orçamento mais acessível. No entanto, é importante ressaltar que o carreto demanda mais trabalho por parte do contratante, já que o serviço abrange apenas o transporte dos objetos, sem qualquer auxílio na carga e descarga.

Além disso, é preciso destacar que o carreto ainda enfrenta um cenário de informalidade, apesar de ambos os serviços serem regulamentados pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Por outro lado, o frete se destaca pela qualidade, pois conta com profissionais autônomos devidamente credenciados no RNTRC (Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Carga). Através da consulta pública dos transportadores, é possível verificar a validade do registro e a regularidade do CPF do transportador.

Outra vantagem do frete é sua capacidade de otimizar o número de viagens necessárias, já que permite o uso de modos de transporte maiores, proporcionando uma maior capacidade de carga.

No entanto, quando se trata de transportar itens por longas distâncias, é altamente recomendado utilizar serviços de transportadoras e empresas credenciadas, garantindo uma operação mais eficiente e segura.

Compreender a diferença entre carreto e frete é fundamental para organizar os serviços de transporte de uma empresa. Cada modalidade possui características distintas que podem influenciar a experiência do cliente.

Portanto, é crucial planejar adequadamente a contratação de funcionários e definir a melhor opção de entrega de acordo com as necessidades dos contratantes. Uma gestão cuidadosa dos custos e a busca pela satisfação dos consumidores são essenciais para manter um negócio competitivo.

Se você gostou deste artigo e deseja acompanhar outros assuntos logísticos, siga-nos nas redes sociais para ficar por dentro das novidades do setor!