• 21/05/2024

Mesmo em tempos de desafios econômicos, o mercado tende a aquecer durante as festividades de fim de ano. Naturalmente, a previsão de demanda para este período é substancial, e as empresas precisam estar preparadas para atender a essas expectativas, sem comprometer a excelência na execução.

É um fato incontestável que, mesmo quando os consumidores estão mais contidos em seus gastos durante festas como o Natal e o Réveillon, eles ainda são influenciados emocionalmente, tornando-se mais propensos a compras de roupas e presentes. Com o aumento nas vendas, é essencial garantir uma reposição ágil de mercadorias.

Dado o peso desse período para as empresas, este post abordará seu impacto nas operações de transporte e oferecerá dicas sobre como se preparar para atender à demanda de forma eficiente, sem prejudicar os resultados. 

Fique conosco enquanto exploramos essas estratégias!

Como o aumento da demanda afeta as empresas de transporte?

Os últimos três meses do ano trazem consigo pelo menos quatro datas cruciais que impulsionam consideravelmente o setor comercial: o Dia das Crianças, a Black Friday, além do Natal e do Ano-Novo.

Esses eventos são tão significativos que muitos consumidores aguardam ansiosamente esse período para suas compras. O resultado é uma notável concentração de pedidos em um intervalo de tempo bastante curto.

Para as empresas de transporte, esse cenário pode gerar dois impactos positivos:

  • Uma significativa oportunidade para atrair novos clientes.
  • A chance de aumentar a margem de lucro, dado que a demanda geralmente supera a oferta de fretes, resultando em muitas cargas urgentes nesse período.

No entanto, para se adaptarem e aproveitarem essas oportunidades, as empresas precisam inovar e buscar soluções que aumentem a produtividade, mantendo simultaneamente um padrão de qualidade excepcional. Isso pode até mesmo resultar em novos contratos após o término das festas.

No entanto, a falta de planejamento pode transformar o momento favorável em um verdadeiro pesadelo e causar prejuízos. Entre os impactos negativos de uma transportadora que não se prepara para o aumento da demanda de fretes, podemos citar:

Falhas no Atendimento

Com a alta rotatividade de estoque, as empresas devem assegurar reposições rápidas e entregas eficientes. Sem um planejamento adequado, as transportadoras podem falhar nesse aspecto, aumentando as expectativas dos embarcadores e clientes e arriscando multas por atraso.

Aumento dos Custos devido a Medidas Emergenciais

Para atender às demandas dos clientes, as transportadoras que não se preparam adequadamente muitas vezes recorrem a medidas emergenciais, como terceirização sem critérios. Essas soluções de último minuto são pouco aconselháveis e, em geral, ocorrem devido à negligência de informações relevantes. Serviços emergenciais quase sempre resultam em custos mais elevados.

Esgotamento dos Colaboradores

Com o aumento da demanda, é inevitável que, em alguns períodos, seja necessário estender a carga horária dos colaboradores. No entanto, sem um planejamento adequado, isso pode se tornar uma rotina prejudicial, resultando em:

  • Queda na qualidade e eficiência das operações.
  • Aumento nas taxas de erros.
  • Prejuízos devido a danos e retrabalhos.
  • Faltas ou baixa produtividade devido à fadiga.
  • Aumento de despesas com horas extras.

É possível superar esses desafios, aumentar os lucros e manter a qualidade nas entregas? Sim, mas requer preparação. Abaixo, apresentamos quatro dicas para alcançar esse resultado.

Como fazer a previsão de demanda com eficácia?

Análise de Resultados Anteriores

Cada experiência é uma oportunidade de aprendizado. Portanto, é crucial realizar uma análise dos resultados de anos anteriores e das movimentações recentes do mesmo período. Conversar com os clientes antecipadamente sobre as suas previsões de demandas é ótima pratica.

A partir dessas informações, é possível criar um plano alinhado com as estratégias de entrega dos clientes. Com dados em mãos, o gestor pode:

  • Dimensionar a capacidade dos equipamentos.
  • Avaliar a necessidade de contratar mais mão de obra.
  • Realizar uma gestão de riscos eficiente.
  • Identificar parceiros qualificados para atender à alta demanda.
  • Antecipar manutenções para evitar veículos parados.
  • Avaliar a necessidade de locar garagens ou galpões em locais estratégicos.
  • Preparar e armazenar estoque para atender à demanda.

Além disso, essa análise pode revelar particularidades dos clientes, como preferências por tipos de veículos ou horários específicos de atendimento. Ao considerar essas informações, você estará mais preparado e evitará situações em que precisa correr e pagar mais caro para atender às necessidades dos clientes.

Estude e Melhore a Integração de Setores e Processos.

O transporte abrange diversas áreas, seja para atender às necessidades internas da empresa, satisfazer o cliente em questão ou entregar a mercadoria ao consumidor final. Portanto, para garantir o funcionamento perfeito dessa máquina complexa, é fundamental integrar todos os setores.

O trabalho em equipe se torna ainda mais crucial durante os períodos de alta demanda. A utilização de software para gerenciamento e o compartilhamento ágil de informações são essenciais, auxiliando na identificação de possíveis gargalos e facilitando o processo de tomada de decisão.

Nesse momento, é vital que a comunicação entre gestores e colaboradores esteja afinada, garantindo que não haja discrepâncias nas informações fornecidas aos clientes.

Identificação de Pontos de Melhoria

Mesmo com uma preparação sólida, nenhuma empresa está imune a erros, que podem ocorrer. O planejamento existe para minimizar essas falhas e lidar com problemas de forma eficaz, evitando grandes prejuízos.

O papel do gestor é estar atento e identificar rapidamente quaisquer anomalias. Entre as medidas que podem ser adotadas incluem:

  • Acompanhar de perto a rotina de trabalho.
  • Manter canais de comunicação abertos com todos os colaboradores para que possam relatar dificuldades diárias.
  • Garantir a participação de todos os gestores na elaboração das estratégias.

Elabore um Plano de Ação e Transforme seus Planos em Realidade

Após o planejamento, a integração dos processos e a identificação dos gargalos, é chegada a hora de criar um plano de ação e entrar em ação. Como sabiamente mencionado por Vicente Falconi no livro ‘O Gerenciamento da Rotina’, ‘o conhecimento só agrega valor quando colocado em prática’.

Nesse sentido, utilize metodologias como o PDCA e ferramentas como o 5W2H e o Diagrama de Ishikawa. Além disso, estabeleça métricas e KPIs para monitorar se as ações estão produzindo os resultados desejados e realize reuniões periódicas com a equipe para garantir a execução das estratégias planejadas e efetuar correções quando necessário.

Ter uma compreensão clara da previsão de demanda no transporte é essencial para um planejamento eficaz, visando otimizar os resultados da sua transportadora durante o período de fim de ano. Ao seguir as orientações apresentadas, você certamente se tornará mais competitivo no mercado, aproveitará as oportunidades e aumentará os lucros de forma significativa.