A boa gestão de transportes de uma empresa é fundamental para o seu sucesso, além de contribuir para a obtenção de uma saúde financeira estável. Porém, quem atua nessa área sabe que os problemas não são poucos, os quais podem envolver desde sistemas defasados e rotinas burocráticas até dificuldade em encontrar profissionais qualificados para completar equipes.

Isso sem falar nos processos de entrega de produtos que costumam ser custosos, inclusive com adequações às normas exigentes de circulação de veículos nas cidades. Por isso, enviar produtos dentro dos padrões de proteção, segurança, rapidez e qualidade para os consumidores se torna um grande desafio.

Contudo, existem algumas dicas que melhoram a gestão de qualquer empresa de transportes e impulsionam os seus resultados. Confira 4 delas a seguir!

1. Estruture corretamente seu sistema e defina sua estratégia de entregas

Tudo começa pelo planejamento e estruturação do sistema de entregas. Pode parecer algo simples, mas muitos empresários pulam essa parte e vão direto para a prática operacional, para os envios de produtos, rotinas de logísticas e controle do estoque.

Todavia, é importante que as estratégias de entrega estejam definidas desde o começo, as quais podem envolver:

  • O modo de distribuição de produtos para que se aproveitem os modais (ferroviários, rodoviários, marítimos etc.) mais adequados para cada tipo de entrega. Vale observar também o tipo e tamanho do veículo que poderá ser empregado nesse processo para se obter maiores benefícios;
  • Recursos necessários para as entregas (combustíveis, troca de peças etc.);
  • Os locais de carga e descarga;
  • As rotas mais eficientes para as entregas;
  • Definição de metas de desempenho para buscar de forma constante a elevação da qualidade dos serviços;
  • Normas de qualidade e segurança etc.

Com todas essas questões estabelecidas e traduzidas em documentos, listas e tabelas, fica até mais fácil ensinar novos colaboradores ou transferir funções entre empregados. Também permitem alinhar atividades com parceiros, além de facilitar a gestão do negócio em um nível tático e estratégico.

Publicidade Zorte

2. Adote um software de gestão de transportes

A adoção de um software de gestão e de ferramentas tecnológicas pode otimizar fatores como produtividade, organização de tarefas, definição de prioridades, otimização do tempo etc. Sem falar que a própria gestão de entrega pode ser beneficiada com as funcionalidades e facilidades de gerenciamento que uma solução tecnológica completa e eficiente consegue entregar.

A automação de funções administrativas e operacionais também pode ser alcançada com a implantação de uma ferramenta assim. As que integram GPS e comunicação instantânea, por exemplo, facilitam a vida dos motoristas e ainda permitem maior controle de rotas e gastos.

3. Antecipe as demandas

A antecipação de demandas é um ponto crucial para diferenciar empresas de sucesso. Ela consiste na análise de históricos, visualização de cenários e de possíveis problemas que possam decorrer em virtude de períodos de alta sazonalidade, aumento de vendas, elevação de impostos, implantação de legislações novas etc.

Uma organização que consegue se preparar para situações extremas ou voláteis, adequando sua gestão de estoques, analisando o mercado e planejando formas de enfrentar esses desafios, poderá obter um crescimento sustentável.

Para isso, é fundamental que o gestor busque continuamente informações sobre o negócio e meios de fortalecê-lo, além de tentar prever as demandas futuras. Vale até contar com a intuição e experiência nesse momento.

É importante também colocar tudo no papel de modo a ter um material para seguir e realizar o controle.

4. Faça a terceirização da frota

A terceirização é uma das tendências do mercado que mais ganharam força nos últimos anos. Por meio dela, é possível cortar custos e focar melhor naquilo que é o objetivo do negócio. Dessa forma, evita-se gastar esforço e tempo com atividades que em nada agregam à empresa, mas que são necessárias para o seu funcionamento. Entre elas, a manutenção de veículos, adequação a normas governamentais, limpeza etc.

Vale lembrar que uma gestão de transportes eficiente também leva em consideração aqueles produtos que mais vendem, de modo que recebam atenção especial na hora da distribuição. Do mesmo modo, é importante ficar por dentro das soluções tecnológicas que surgem na área em sites especializados para que não se perca nenhuma novidade competitiva nesse mercado.

Gostou das nossas dicas? Ficou com alguma dúvida? Compartilhe conosco nos comentários!

Comments

comments