• 21/05/2024

O transporte de cargas é uma parte fundamental da cadeia de suprimentos em todo o mundo, e é essencial para o sucesso das empresas que atuam nesse setor. No entanto, o transporte envolve uma série de riscos, como danos às mercadorias, roubo, acidentes e muito mais. Para minimizar esses riscos, é fundamental que as transportadoras encontrem o seguro ideal que lhes permita proteger suas operações e garantir a tranquilidade de seus clientes. Neste artigo, discutiremos como as transportadoras podem encontrar o seguro ideal para proteger suas operações.

1. Avalie os riscos que a sua transportadora enfrenta.

Antes de começar a procurar o seguro ideal, é importante que você avalie os riscos que sua empresa enfrenta. Para isso, é necessário considerar uma série de fatores, como o tipo de mercadoria transportada, a rota utilizada, as condições climáticas e muito mais. Ao entender os riscos que sua transportadora enfrenta, é possível escolher o seguro que melhor atenda às suas necessidades.

2. Pesquise as opções disponíveis.

No Brasil, existem diversas seguradoras que oferecem serviços de seguro de carga para empresas de transporte. Algumas das principais seguradoras do país incluem a Porto Seguro, a Allianz, a Liberty Seguros, a Tokio Marine, a HDI e a Chubb. Cada uma dessas seguradoras possui diferentes planos e pacotes de seguro, oferecendo coberturas específicas para atender às necessidades dos transportadores.

Além disso, é fundamental entender os termos e condições do seguro, incluindo eventuais restrições e limitações.

3. Considere o histórico de sinistros da sua empresa.

O histórico de sinistros da sua transportadora pode influenciar a disponibilidade e o preço do seguro. Se a sua empresa tem um histórico de sinistros significativo, pode ser mais difícil encontrar um seguro com cobertura ampla e a um preço acessível. Por outro lado, uma transportadora com um histórico de sinistros limpo pode ter mais opções de seguro disponíveis e preços mais competitivos, um bom corretor nesses casos é fundamental.

4. Procure por seguradoras especializadas em transporte de cargas.

O custo-benefício do seguro deve ser considerado ao escolher uma cobertura. É importante escolher um seguro que ofereça a cobertura necessária para as suas operações, mas que também seja acessível. Algumas seguradoras podem oferecer coberturas mais amplas, mas com preços mais altos. É importante avaliar o custo-benefício de cada opção e escolher aquela que ofereça a melhor relação entre cobertura e preço.

Alguns tipos de seguros voltados a empresas transportadoras de cargas: 

Existem vários tipos de seguros disponíveis para proteger as operações de uma transportadora. Alguns dos principais tipos incluem:

Seguro de carga: O seguro de carga é uma das coberturas mais importantes para uma transportadora. Ele protege as mercadorias transportadas contra perdas ou danos durante o transporte.

Seguro de responsabilidade civil: O seguro de responsabilidade civil protege a transportadora contra danos causados a terceiros durante o transporte das mercadorias. Isso inclui acidentes de trânsito, danos a propriedades e lesões corporais.

Seguro de roubo de carga: O seguro de roubo de carga protege a transportadora contra roubos de mercadorias durante o transporte.

Seguro de acidentes pessoais: O seguro de acidentes pessoais protege os motoristas e os funcionários da transportadora contra lesões ou mortes decorrentes de acidentes durante o transporte.

Seguro de quebra de máquinas: O seguro de quebra de máquinas protege a transportadora contra danos às máquinas e equipamentos usados durante o transporte.

Seguro de transporte internacional: O seguro de transporte internacional é uma cobertura específica para transportadoras que realizam transporte de cargas para outros países. Ele protege as mercadorias contra perdas ou danos durante o transporte internacional.

É importante que sua empresa avalie as necessidades específicas e escolha o seguro que melhor atenda às suas necessidades. Além disso, é fundamental entender os termos e condições do seguro e escolher uma seguradora confiável e experiente em seguros de transporte de cargas.

E para finalizar, o seguro para transportes de mercadoria é obrigatório no Brasil?

Sim, o seguro para o transporte de mercadorias é obrigatório no Brasil e em diversos países ao redor do mundo. No Brasil, a obrigatoriedade do seguro é regulamentada pela Resolução nº 4.799/2015 da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), que estabelece a obrigatoriedade do Seguro de Responsabilidade Civil do Transportador Rodoviário de Cargas (RCTR-C) para todas as empresas de transporte rodoviário de cargas que atuam no país.

O RCTR-C tem como objetivo garantir a indenização dos prejuízos causados às cargas transportadas em caso de acidentes, roubos, extravios, entre outros riscos. A obrigatoriedade deste seguro visa garantir a proteção das cargas transportadas e a segurança das empresas e consumidores que utilizam os serviços de transporte de cargas.

Além do RCTR-C, existem outros tipos de seguros que podem ser contratados pelas transportadoras de cargas, como o Seguro de Responsabilidade Civil Facultativa do Transportador Rodoviário de Cargas (RCF-DC), o Seguro de Transporte Nacional e Internacional, entre outros. A escolha do seguro mais adequado depende das necessidades e riscos enfrentados pela empresa, mas a contratação do seguro obrigatório (RCTR-C) é fundamental para atuar no mercado de transporte de cargas no Brasil.

O que é averbação de carga e como fazer?

É imprescindível que a transportadora faça a averbação de carga, que consiste em informar à seguradora sobre as mercadorias a serem transportadas no serviço de frete, juntamente com outras informações pertinentes à operação.

Vale também saber que existem dois tipos de averbação de carga: manual e eletrônica.

Averbação de carga manual: Nesse processo de averbação de carga, a transportadora realiza a inserção dos dados de forma manual, o que pode trazer riscos como falhas de digitação, troca de informações, dentre outras imprecisões.

Averbação de carga eletrônica: A averbação de carga eletrônica é um procedimento automatizado que utiliza as informações contidas no Conhecimento de Transporte eletrônico (CTe) para enviar os dados da carga à seguradora. Antes de realizar a averbação, é necessário emitir o CTe para que o processo seja concluído de maneira eficiente.

A averbação eletrônica da mercadoria é uma alternativa viável para transportadoras que possuem sistemas de gestão de transporte com integrações de seguradoras, permitindo a realização do procedimento de forma segura e ágil. A adoção desse formato também permite que a transportadora centralize as emissões de Manifesto de Carga eletrônico (MDFe) e CTe em uma única plataforma, o que contribui para uma gestão mais eficiente e organizada do transporte.

Dentro dessa solução, o gestor consegue:

  • Emitir o Conhecimento de Transporte em segundos;
  • Averbar a carga eletronicamente, através do CTe que foi emitido, e as informações do documento são preenchidas de forma automática para a seguradora;
  • E emitir o MDFe importando os dados do seguro, sem precisar preencher também os campos relacionados.

Contratando um seguro de carga pelo sistema para transportadora

Você sabia que a averbação de carga eletrônica pode ser feita pelo Zorte?

A integração do nosso sistema de gestão para transportadoras com a AT&M, a principal plataforma de averbação que hospeda um grande volume de empresas seguradoras no Brasil, permite que o transportador realize cotações e contratações de seguro de carga por um preço acessível e adequado às suas necessidades. 

Automatizar atividades como a emissão de documentos e o seguro de carga pode trazer benefícios significativos para a rotina da transportadora, garantindo mais simplicidade e segurança na gestão do transporte de mercadorias.